COTRIJAL – Um exemplo de aplicação do resfriamento artificial

3 de novembro de 2021

Aprimorar processos e investir em novas tencologias que ajudem a preservar a qualidade do grão que chega do campo é meta permanente na Cotrijal. A cooperativa chega aos 63 anos em setembro e tem 55 unidades, em 32 municípios da região Norte do Rio Grande do Sul.

Para atender as exigências de mercado e a demanda dos produtores, um dos investimentos mais recentes são as máquinas de resfriamento artificial de grãos, já em operação em duas das unidades. O sistema uniformiza a temperatura da massa de grãos, reduz quebra técnica, custos e a incidência de insetos e oportuniza armazenar com segurança e qualidade por tempo prolongado.

Não-Me-Toque e Valinhos, em Passo Fundo, que têm capacidade total de conservação de 145.600 toneladas de grãos, foram as primeiras a receber os equipamentos, mas a cooperativa já está ampliando a utilização para as unidades de Tio Hugo, Passo Fundo, Colorado e Victor Graeff, com mais de 875.450 toneladas de capacidade estática.

De acordo com o gerente de Obras e Manutenções, Sérgio Junkherr, está no planejamento estratégico da Cotrijal investir nesses equipamentos para as demais unidades que possuem armazenagem. “Um investimento que compensa pelos resultados”, adiantou Junkherr, que coordena o projeto e a entrega técnica do sistema.

Ele também vê a tecnologia como uma aliada importante no processo de armazenagem. “O grão respirando e aquecendo menos, reduzem as perdas quali-quantitativas do produto em função de problemas causados por fungos e pragas. Com certeza, um grande ganho”, destacou.

O resfriamento artificial de grãos é uma tendência mundial e independe da condição climática externa para ser usado. Por ser móvel, possibilita ainda ser usado em outras unidades que possuem armazenagem.

Capacitação

Profissionais ligados ao setor de Armazenagem de Grãos, coordenadores operacionais e demais colaboradores das unidades de Não-Me-Toque e de Valinhos, que atuam em armazéns e silos, já receberam orientações quanto à operacionalidade e manutenção das máquinas resfriadoras.

Suporte

Atento às tendências do mercado e com a finalidade de facilitar a operação e melhorar a eficiência do resfriamento artificial em unidades armazenadoras, o Departamento de Engenharia da Cool Seed vem oferecendo aos clientes todo o suporte técnico para projeto e fabricação de dutos rígidos com isolamento térmico e revestimento adequado para resistir às intempéries.

Também houve a preocupação de ambas as equipes no sentido de permitir flexibilidade operacional para aerar os silos e graneleiros com ar ambiente ou resfriado artificialmente, por meio de registros de ar.

O sistema da Cotrijal é um exemplo em termos de qualidade de instalação e operação, pois os dutos metálicos são mais duráveis, proporcionam maior facilidade de operação e apresentam um aspecto visual superior aos dutos flexíveis.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Cotrijal

Revista Grãos Ed. 102 – 2020.

Clique Aqui para nosso vídeo

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais

Como podemos lhe ajudar?